No que pareceu uma transição da noite para o dia, a pandemia forçou adaptações e aprendizados para pessoas e empresas. Também acelerou a transformação digital de operações internas em três ou quatro anos, de acordo com executivos ouvidos globalmente pela McKinsey, antecipando a 4ª Revolução Industrial. Assim, pudemos começar 2021 mais otimistas e, principalmente, preparados, na expectativa por um ano 100% conectado. 

Se, antes, não imaginávamos ser capazes de mudar o negócio tão rapidamente, agora sabemos que isso é possível. Mais que isso, aprendemos que as mudanças apoiadas pela tecnologia, mais que soluções temporárias, são um investimento duradouro para construir uma cultura de inovação

Soluções gerenciadas: agilidade e segurança que vieram para ficar 

Com a migração para o trabalho remoto, recursos para comunicação e compartilhamento de informações, como armazenamento em nuvem, chamadas de vídeo e ligações VoIP foram as soluções para manter tudo funcionando, mesmo com cada funcionário trabalhando remotamente desde sua casa. A pressão pelo online, combinada a aplicações e sistemas que a empresa já tem em operação, como análise e processamento de dados, que requerem alta capacidade e largura de banda, poderiam colocar a infraestrutura de TI em situação crítica. 

Foi então que os serviços e softwares gerenciados se destacaram: além de essenciais para garantir a continuidade do trabalho, permitiram que as empresas escalassem suas infraestruturas de TI sob demanda, de maneira rápida e economicamente viável. 

Mover as cargas de trabalho para a nuvem gerenciada, por exemplo, dá suporte ao trabalho híbrido ou totalmente remoto de maneira eficiente e confiável para as equipes, enquanto permite que aplicativos funcionem com conexões seguras. Como próximo passo, empresas preparam-se para ser cloud-smart, ou seja, mais que aproveitar as facilidades que a nuvem oferece, utilizar esses diferenciais como vantagem competitiva. 

Tecnologia para realizar ainda mais coisas incríveis

Após passar por uma crise inesperada, negócios, pessoas e toda a sociedade podem começar a olhar em frente: é o momento de ir atrás das metas e dos objetivos que planejaram para o futuro, ao invés de apenas responder à situação presente. Neste movimento de retomada, contar com ferramentas adequadas e tecnologia de ponta permite acessar informações relevantes que antecipam os próximos passos a tomar, seja para abraçar oportunidades ou desviar de ameaças. 

O cenário recente mostrou, definitivamente, que a tecnologia caminha lado a lado da estratégia empresarial. E nós entendemos o valor de um ambiente corporativo digital, que valoriza a qualidade das informações e a tomada de decisões rápidas.

Como uma empresa nascida da 4ª Revolução Industrial, na Lumen estamos prontos para continuar ajudando nossos clientes a realizarem coisas incríveis em 2022 – e no futuro!

Marcos Malfatti

Autor:
Marcos Malfatti
Presidente
Lumen, Brasil
Com mais de 30 anos de experiência no setor de TI e Telecom, em companhias como IBM, Banestado e Copel, Malfatti ocupou posições gerenciais na Impsat, Global Crossing, CenturyLink e Level 3, que formam hoje a Lumen.
Marcos Malfatti tem formação em Ciência da Computação pela PUC-PR, MBA em Administração e Marketing pela Faculdade Católica de Administração e MBA pelo Instituto Superior de Empresas.