No mundo conectado em que vivemos, o termo “nuvem” já entrou nas conversas cotidianas. Seja na empresa, discutindo o próximo passo da estratégia de transformação digital, ou mesmo em casa, quando falamos do armazenamento de fotos e vídeos da última viagem em família. Algo tão fluido, que soa até abstrato, no entanto, existe fisicamente. E, mais que isso, exige uma enorme estrutura para funcionar tão bem: os data centers, ou centros de dados.

Por trás da nuvem, há um conjunto de data centers comunicando-se um ao outro e, a partir dali, conectados a clientes e parceiros no mundo todo. São construções grandes e seguras, onde são instalados os servidores para que grandes volumes de dados de dispositivos e aplicações possam ser armazenados e processados. Quer entender como orquestramos essa estrutura, na prática?

 Quando se trata de data centers, mais é mais

Segundo estimativa da Data Centre Magazine, existem mais de 7 milhões de data centers – de variados tamanhos, gerenciados ou particulares, para atender diferentes propósitos operacionais. A Lumen reforça esse número com nosso complexo de data centers próprios, composto por:

 3 data centers no Brasil, estrategicamente posicionados em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo;

– Data Centers na América Latina localizados em: Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela;

– E mais de 350 unidades distribuídas ao redor do mundo.

A localização, por sinal, é um fator muito importante para os data centers. O local ideal, além de fazer sentido sob o ponto de vista de cobertura e oportunidades de negócio, deve oferecer condições climáticas e naturais favoráveis e, ainda, contar com uma infraestrutura energética poderosa e bom cabeamento. As informações circulam entre os data centers por meio de redes de fibra ótica, satélite e/ou rádio. Estas redes de milhares de quilômetros cobrem o planeta – até mesmo com cabos sob os oceanos, para conectar diferentes continentes.

Na Lumen, contamos com uma extensa rede de telecomunicações construída ao longo de anos. Nossa rede cobre cidades inteiras e chega até mesmo dentro de prédios comerciais – um facilitador enorme para a estrutura física de tecnologia dos nossos clientes.

Uma estrutura enorme, concorda? Também é importante considerar os requisitos de segurança e as certificações, que garantem o nível de proteção do data center. É por isso que os clientes corporativos e privados optam pela contratação de um data center dedicado, seja para hospedar toda a operação ou servir como uma solução de redundância.

Com baixo investimento inicial e esforços mínimos de operação e manutenção, os data centers gerenciados proporcionam camadas múltiplas de segurança, uma rede avançada e de baixa latência, capacidade energética constante e confiável e, ainda, uma série de serviços complementares e o suporte de especialistas. Tudo o que sua empresa precisa para permanecer conectada aos recursos da 4ª Revolução Industrial.

 O diferencial na proposta de valor

Além de tecnologia de ponta e processos bem estruturados, há outro ponto para considerar na hora de escolher o parceiro de data centers ideal. Como um líder voltado às pessoas, preciso dizer que um time multidisciplinar, capacitado e bem reconhecido, faz toda a diferença. Em um mercado altamente disruptivo, em que os principais players têm acesso a recursos tecnológicos similares, a equipe de profissionais que temos na Lumen é um grande diferencial de valor para nossos clientes.

A operação e a manutenção de um data center requerem um time de suporte heterogêneo, composto por diferentes expertises para lidar com a variedade de tecnologias no dia a dia. Na Lumen, há tanto os profissionais que trabalham em nosso centro de segurança, quanto os times técnicos alocados em cada um dos data centers. Eles seguem um procedimento de trabalho que inclui monitoramento 24x7x365 e um cronograma de manutenções preventivas – a chave para detectar riscos e evitar incidentes.

Costumo dizer que nenhum data center é igual ao outro. E não é mesmo. Não falo apenas sobre estrutura física e capacidade; mas também de experiência acumulada. Cada nova construção leva em conta os incidentes e as lições aprendidas anteriormente. É uma evolução constante em termos de segurança e redundância, sempre dando um passo além para contribuir com um complexo de data centers ainda melhor – e em perfeita sinergia com todas as soluções de nuvem, comunicação, segurança e serviços gerenciados que nossa plataforma de coisas incríveis oferece aos clientes.

Jon Paul "JP" McLeary

Autor:
Alexandre Simcsik

Diretor de operações de data center, cloud & segurança. Lumen Technologies, LATAM

Com mais de 25 anos de experiência nas áreas de TI e Telecom, Alexandre Simcsik é Diretor responsável pelas operações de Data Center, Cloud e Segurança da Lumen para a América Latina.

 Com foco na construção e expansão das operações dos data centers da Lumen na América Latina, Alexandre gerencia um time multidisciplinar de mais de 400 profissionais, orientandos a fortalecer o relacionamento de longo prazo com os clientes.

 Na Lumen desde 2011. Anteriormente, trabalhou na Dell e por mais de 15 anos na Hewlett Packard. Alexandre Simcsik é formado em Administração de Empresas a atualmente cursa um MBA na USP.